Como o senso comum sobrevive ao ceticismo

Jeane Santos Silva

Resumo


O ceticismo contemporâneo, bastante discutido em Epistemologia, afirma que não temos o conhecimento que acreditamos ter e que, se o possuímos, não somos capazes de justificá-lo em última instância, deixando assim de satisfazer o critério da justificação. Uma vez considerado o argumento cético, é difícil escapar de sua conclusão tão apelativa. No entanto, como isso afeta nosso conhecimento de senso comum? Algumas teorias da justificação, mais fortemente o Contextualismo Epistemológico, assumem a existência de diferentes contextos de conhecimento, de modo que é possível a um sujeito ter conhecimento em uma situação e não ter o mesmo conhecimento em outra diferente. Em contextos céticos, por exemplo, pode ser bastante complicado assegurar a verdade de proferimentos como: Eu sei que tenho mãos. Já em contextos ordinários, dificilmente haverá disputa se a sentença é proferida por um sujeito que tem mãos. Este trabalho tem o objetivo de analisar uma possível defesa do conhecimento de senso comum através da separação entre o contexto epistemológico e o do senso comum.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.