A mulher de Milreu: Anatomia e recepção de um penteado

Nuno Simões Rodrigues

Resumo


Este estudo pretende inserir o busto da “Mulher de Milreu”, depositado no Museu Nacional de Arqueologia em Lisboa, no contexto da moda romana feminina, na medida em que esta traduz uma sociologia pertinente e uma problemática de identidade cultural e social. Mais do que um elemento fundamental para a datação dos retratos romanos, a forma como uma figura se apresenta penteada traduz o espírito de uma época mas permite igualmente colocar questões pertinentes ao nível das relações de Roma com as suas províncias, das elites imperiais com as elites provinciais, destas com as massas e, última análise, dos homens com as mulheres. Ao mesmo tempo, destaca-se a potencialidade de um fator desta natureza enquanto ícone cultural relativo a uma época que ainda hoje perdura, como se atesta pelas suas representações na cultura popular, designadamente no cinema e nas histórias em quadrinhos.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.