O conhecimento do que vejo, o conhecimento para além do que vejo e o conhecimento do que não posso ver

Flavia Bruno

Resumo


Resumo: O presente artigo tem como objetivo mostrar três distintos momentos da história do conhecimento, tomando a física como referência: o período clássico, caracterizado pela física do que se vê, o período moderno, caracterizado pela física que descobre o que está além do que se vê e a física contemporânea, caracterizada pela física do que não pode ser visto. Este último período trará, portanto, uma alteração nas práticas habituais da ciência e uma nova exigência no modo de fazer conhecimento, onde se aponta para a superação das ilusões da forma homem.

Palavras-chave: Epistemologia. Aristóteles. Galileu. Física contemporânea. Nova forma de pensar.

 

Abstract: This article aims to show three distinct moments in the history of knowledge, taking physics as reference: the classical period, characterized by the physics of what is seen; the modern period, when physics discovers what is beyond what you see; and contemporary physics, characterized by the physics of what cannot be seen. The latter period will bring, therefore, a change in the usual practice of science and a new requirement in order to acquire knowledge, which indicates overcoming the illusions of the man form.

Keywords: Epistemology. Aristotle. Galileo. Contemporary Physics. New way of thinking.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.