A Cristologia Existencial de Ratzinger

Douglas Alves Fontes

Resumo


Resumo: A cristologia existencial de Ratzinger é como uma luz que nos interpela. Queremos, com a presente comunicação, resgatar a reflexão tão antiga e tão nova do grande teólogo alemão que se tornou Papa. Tomamos a obra Dogma e Anúncio como espinha dorsal da nossa exposição. O autor nos leva a compreender a cristologia na perspectiva existencial, ao destacar a dinâmica do seguimento, com ênfase na noção de seguimento. Com isso, vemos como a cristologia da Introdução ao Cristianismo deve ser entendida. Por fim, percebemos que Ratzinger chega ao auge da sua reflexão cristológica, com a grande obra Jesus de Nazaré, que precisa ser entendida e assumida com os olhos na Deus Caritas est e nas palavras do Papa, durante a Conferência de Aparecida.

Palavras-chave: Cristologia. Ratzinger. Existencial. Encontro. Relação.

 

Abstract: Ratzinger’s existential Christology is like a light that challenges us. Our objective with this paper is to rescue the reflection – so ancient and so fresh – of the great German theologian who became Pope. Dogma and Preaching was taken as the core text of our article. The author leads us to understand Christology in the existential perspective, by highlighting the dynamics of discipleship, and emphasizing the notion of discipleship. As a result, we can comprehend how the Christology in the book Introduction to Christianity must be understood. Finally, we realize that Ratzinger reaches the top of his Christological reflection with the great work Jesus of Nazareth, which must be understood and assumed through the eyes of the Encyclical Deus Caritas Est and in the words of the Pope during the Conference of Aparecida.

Keywords: Christology. Ratzinger. Existential. Encounter. Relation.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.