Antônio Teles e o contexto da reprodução imaginária no Rio de Janeiro ao longo do século XVIII

D. Mauro Maia Fragoso, Juliana Lopes

Resumo


Resumo: A trama do artigo ora apresentado se desenrola entre os séculos XVII e XIX, no cenário da capital fluminense, emoldurado pela atuação das Ordens religiosas e o processo expansionista da malha urbana. A pesquisa está funda- mentada em fontes primárias, pertencentes ao acervo do Mosteiro de São Bento do Rio de Janeiro e em diversas obras que versam sobre os processos de expansão e transformações da paisagem urbana, ditadas pelo sistema operacional que se valia da mão de obra escrava e, geralmente, voltado para obras religiosas. O texto tem por finalidade apontar semelhanças e divergências entre oficinas que, não obstante pertencerem ao mesmo ramo de produção imagética, ofereciam tratamento diferenciado a seus trabalhadores. Como por exemplo, as oficinas de proprietários civis que vetavam a ascensão dos cativos ao status de mestre, ao passo que a oficina dos religiosos beneditinos fluminenses, ao contrário, investia na capacitação de acordo com a especialidade de seus serviçais, inclusive, conce- dendo-lhes a titulação almejada por cidadãos livres.

Palavras-chave: Rio de Janeiro. Antônio Teles. Titulação de mestre. Oficina.

Abstract: The plot of the article presented here takes place between the 17th and 19th centuries, in the scenario of the capital of Rio de Janeiro, framed by the religious orders and the expansionist process of the urban fabric. The research is based on primary sources, belonging to the collection of the São Bento Monas- tery of Rio de Janeiro and several works that deal with the processes of expansion and transformation of the urban landscape, dictated by the operating system that used slave labor and, generally, aimed at religious works. The purpose of the text is to point out similarities and differences between workshops that, although belonging to the same branch of imagery production, offered different treatment to their workers. As for example, the workshops of civilian proprietors who vetoed the rise of the captives to the rank of master, while the workshop of the Benedictine monks of Rio de Janeiro, on the contrary, invested in the training according to the skill of its servants, including granting them the titling sought by free citizens.

Keywords: Rio de Janeiro. Antônio Teles. Master’s degree. Workshop.



Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.